Uva Bordô - Muda Clonada

Clique no botão ao lado para assistir o video relacionado ao produto.

Assistir Video

Uva Bordô - Muda Clonada

Código: QP4K3UTZ5
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

Nome científico:  Vitis lambrusca

Uva de origem americana, introduzida no Brasil em 1872 para consumo de mesa e fabricação de vinhos, muito resistente e doenças fúngicas. A videira-americana é nativa da America do Norte e amplamente cultivada no Brasil, especialmente para consumo de mesa. É uma liana, perene, lenhosa e robusta, com folhagem decídua no inverno. Pode ser consumido in natura ou utilizado no preparo de sucos, doces, geléias e  passas e também na fabricação de vinhos de mesa.

Tamanho da muda clonada com aproximadamente 15cm.

O cultivo da uva começou cerca de 6.000 a 8.000 anos atrás, no Oriente Médio. A levedura, um dos primeiros micro organismos conhecidos pelo homem, ocorre naturalmente na casca das uvas, levando a produção de bebidas alcoólicas, como o vinho. Os primeiros vestígios de vinho tinto são vistos na Armênia antiga, onde foi encontrada a adega mais antiga do mundo, datando de cerca de 4.000 a.C.

As uvas crescem em cachos de 15 a 300 frutos, e podem ser vermelhas, pretas, azul-escuras, amarelas, verdes, laranjas e rosas. "Uvas brancas" são naturalmente de cor verde, e são evolutivamente derivados da uva roxa. Mutações em dois genes reguladores de uvas brancas desativam a produção de antocianinas, que são responsáveis ​​pela cor púrpura das uvas. As antocianinas e outros polifenóis são responsáveis ​​pelo vários tons, que variam de roxo a vermelho.

A Videira faz parte do grupo de plantas que entram em dormência. Esse estágio acontece em parte do outono e durante todo o inverno. Por essa época, não há folhas ou atividades de crescimento, a planta da parreira parece morta. Apesar de aparentar repouso absoluto, o período é considerado crítico para a vida da videira, caso esteja exposta a baixas temperaturas.

Com o fim do inverno, a temperatura começa a subir, dando início à fase da brotação. A época representa o fim da inatividade e o início de um novo ciclo vegetativo da videira. Nela, a planta começa a perder sua seiva por meio do fenômeno chamado “choro”. Ele acontece quando o solo se aquece e as raízes entram em atividade, absorvendo soluções minerais e água, que vão criando pressão dentro do caule. Com cerca de 20 a 30 dias após a fase do “choro”, dependendo das condições climáticas, do solo e do número de substâncias que a planta retém, a videira começa a brotar. Em seguida, os brotos se abrem, dando vida às primeiras folhas.

Os frutos também podem ser usados ​​na fabricação de vários produtos, como geleias, sucos, sorvetes e refrigerantes, e sua casca pode ser usada para fabricar panetone.

ATENÇÃO
*Nossas mudas não são enviadas com vasos, não são enviadas com frutos, não são enviadas com folhas, (pois sofrem poda pré transporte) E NÃO são plantas adultas.
*Imagens principais meramente ilustrativas equivalentes a um exemplar adulto da mesma espécie comercializada, já estabelecido, florindo ou frutificando. 

  Manual de procedimento inicial 

            

Produtos relacionados

Sobre a loja

Comercio de mudas e plantas para consumidor final. RENASEM N° SP-17893/20 Comercio de presentes e produtos naturais. falecom@jardimexotico.com.br Nossos horários de atendimento são: De segunda à sexta-feira: das 8:00 às 12:00 - das 13:00 às 17:00. Não trabalhamos aos sábado, domingos e feriados.

Social
Pague com
  • Pix
  • PagSeguro V2
  • PagSeguro V2
Selos

Jardim Exotico - CNPJ: 38.067.218/0001-36 © Todos os direitos reservados. 2022


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade